Campus de Crateús celebra colação de grau de seus primeiros concludentes

Colação de Grau 2018.2 - Campus Crateús

Três Franciscos são os primeiros graduados da recente história do Campus da Universidade Federal do Ceará em Crateús, inaugurado em 2014. Na última sexta-feira (25), em noite histórica para o município, eles foram festejados na primeira cerimônia de colação de grau do campus. O evento ocorreu no auditório da unidade, reunindo familiares e amigos dos formandos, membros da comunidade acadêmica e autoridades locais. Os três concludentes representam, para todos que viram o campus nascer e se consolidar, a esperança, a alegria e a luz, tal qual preconiza a bela e inspiradora “Oração de São Francisco”.

Na foto, da esquerda para a direira:
Francisco Antônio Ferreira de Almeida, de 22 anos, concludente de Ciência da Computação, trazia no rosto um misto de orgulho e agradecimento, típico de quem supera muitas dificuldades e sabe reconhecer o que a vida oferece. “Se não fosse esse campus no Interior, acho que nós nem teríamos nos formado, porque com nossas condições financeiras não dava para ir para a Capital, onde o custo de vida é bem maior”, contou.

Francisco Mardônio Vieira Filho, de 21 anos, concludente de Sistemas de Informação, relembrou a difícil trajetória cuja primeira etapa chega agora ao ápice. Natural de Crateús, ele já foi aprovado para duas seleções de mestrado e sabe bem o caminho que quer percorrer: “Quero ser professor e quero ser tão bom quanto os professores que tive aqui na Universidade”.

Francisco Uálison Rodrigues de Lima, de 28 anos, orador discente da colação de grau, disse que a palavra “resistência” ajuda a explicar a história do campus e dos primeiros formandos, sobretudo na superação das dificuldades que se impõem no dia a dia de uma unidade recém-inaugurada. Por isso, comemorou o fato de que “três jovens do Sertão dos Inhamuns puderam conseguir seu diploma e ajudar a melhorar a sociedade”.

PIONEIROS


“Três pioneiros, três jovens esperanças”, disse o reitor Henry Campos ao parabenizar os concludentes. “Aqui, eles tiveram a chance de frequentar uma unidade acadêmica dinâmica, sintonizada com a excelência, antenada com as demandas de um mundo globalizado, que oferece importante contribuição para a democratização do ensino superior de qualidade em nosso Estado. Daqui eles saem com os conhecimentos que os credenciam para uma atuação profissional digna, competente e transformadora”, contextualizou.
O reitor lembrou ainda a missão da UFC ao instalar um campus na região, com o objetivo de induzir e acelerar transformações, aliado a uma visão estratégica para o Estado. Segundo ele, a Universidade veio com o projeto de gerar e difundir o conhecimento e, ao mesmo tempo, formar recursos humanos altamente qualificados, aptos a servir a uma sociedade carente de bons profissionais. “Viemos para ajudar esta região a ingressar de vez no século XXI, com tudo o que o conhecimento pode prover para alicerçar o desenvolvimento sustentável e melhorar a qualidade de vida da população”, explicou.

Leia a matéria completa no PORTAL UFC

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional ‒ fone: 85 3366 7331

BACK TO TOP